quinta-feira, 14 de abril de 2011

O que realmente quero?


O que realmente quero?
São balões vermelhos?
São os sonhos que estão no meu quarto em formato de livros?
Como consigo ser tão desastrada com minha vida. Como?
As vezes quero algo, chego a ficar doida de tanto querer,
Mas quando caio na real descubro que não é isso mesmo que procuro;
Parece loucura, mas loucura seria se eu soubesse o que eu desejo.
Escreveria um livro de mim, e quando olhasse para ele reescreveria sem pensar.
Mudando paginas e paginas sem me calar, por que amo falar falar,
Algo tenho certeza,mas ainda não posso afirmar

6 comentários:

  1. muito louco esse poste curti smmo esse poema )

    ResponderExcluir
  2. Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso “Alto-falante” e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
    Um grande abraço!

    Renato Douglas!

    ResponderExcluir
  3. Sabe que com a sua forma de escrever, notei realmente que você gosta de falar?! =)
    Muito bonito seu lugar e sua imaginação! Adorei tudo aqui e estarei seguindo suas criações! Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado e seja muito bem vindo :)
    fique a vontade :P

    ResponderExcluir
  5. gostei demais!todos nós temos essas loucuras,incertezas,querer tanto e quando temos ahhhh já queremos outra coisa...beijos mil!

    ResponderExcluir